Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eduardo Bolsonaro tenta escapar de processo movido por Lula

Processo diz respeito a publicação nas redes sociais do filho do presidente sobre patrimônio de Marisa Letícia

Por Mariana Muniz Atualizado em 16 dez 2020, 16h19 - Publicado em 16 dez 2020, 16h31

O deputado federal Eduardo Bolsonaro contestou o processo que sofre da família do ex-presidente Lula após publicação nas redes sociais sobre o patrimônio de Marisa Letícia. 

Os herdeiros da ex-primeira-dama pedem reparação de 131.408,70 reais pela propagação de fake news e quer que o filho de Jair Bolsonaro publique uma retratação pública. 

Em abril, Eduardo Bolsonaro reproduziu a notícia de que Marisa Letícia possuía um patrimônio de 256 milhões de reais, informação posteriormente corrigida pelo juiz que trata do seu inventário. O valor verdadeiro é de 26 mil.

Mas segundo a defesa do filho do presidente, a publicação feita no Twitter não imputava nada à honra de dona Marisa já que um “emoji” usado no texto escrito pelo parlamentar afastaria “a contundência, a afirmação ou qualquer imputação, indicando apenas incerteza e interesse por tema de repercussão nacional”. 

Ainda de acordo com os advogados do parlamentar, a ação contra ele tem “manifesta a intenção política” já que a família de Lula tem no atual clã presidencial “um desafeto político, de forma que a medida apenas provocaria situação vexatória e sem qualquer relação com reparação de danos”.

Além de Eduardo Bolsonaro, os herdeiros de Lula também processam a atriz Regina Duarte, que à época era secretária Especial de Cultura e também publicou as afirmações sobre o patrimônio de Marisa Letícia. O caso tramita na 12ª Vara Cível de Brasília. 

Continua após a publicidade

Publicidade