Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doria prioriza política ambiental para rivalizar com Bolsonaro

Governador paulista reforça agenda ecológica em momento frágil para o setor.

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 17 set 2020, 10h08 - Publicado em 17 set 2020, 18h32

Enquanto o governo Bolsonaro sofre pressão de ambientalistas e do agronegócio para conter as chamas nos parques e reservas nacionais, o governador paulista João Doria aproveita para entrar nesta agenda.

Além de visitar áreas com incêndios no Estado, editar decreto para regularizar os produtores rurais dentro do Código Florestal, o tucano também quer fazer dos parques paulistas, sejam eles urbanos ou não, referência nas concessões para a gestão privada.

Doria pediu ao vice-governador Rodrigo Garcia para botar na rua os editais de mais parques, a exemplo do que ocorreu com o Parque Capivari, em Campos do Jordão – a expectativa é que um deles saia já nos próximos dias.

Garcia é presidente do conselho gestor de concessões. Ele aproveitou para incluir a concessão de mais nove parques estaduais no projeto de lei da reforma administrativa que tramita na Assembleia Legislativa.

Continua após a publicidade
Publicidade