Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doria já pode concluir PPP de R$ 7 bilhões

Decisão judicial encerra batalha por PPP da Iluminação Pública em São Paulo

Por Ernesto Neves Atualizado em 30 jul 2020, 20h37 - Publicado em 11 jan 2018, 10h50

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido do consórcio Walks de permanecer na licitação da Iluminação Pública da cidade de São Paulo.

Uma das empresas do consórcio, a Quaatro, é acionista da Alumini, que foi declarada inidônea pela CGU por envolvimento na Lava Jato.

Depois de afastada pela prefeitura, a Quaatro havia recorrido à Justiça.

O prefeito João Dória poderá enfim concluir a PPP da Iluminação na capital paulista, uma concorrência de R$ 7 bilhões que se arrasta há mais de um ano.

Atualização: A Quaatro afirma “a decisão a qual a nota se refere foi proferida em 1ª instância (na 7ª Vara da Fazenda Pública de SP), que negou um pedido do consórcio para que a prefeitura seguisse o rito da licitação. Contudo, essa decisão ficou sem efeito, uma vez que a prefeitura já está seguindo o rito”. 

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade