Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Doação de sangue em domicílio chega a 2 mil voluntários no Rio

Projeto do Hemorio faz coleta em salões de festa dos condomínios

Por Mariana Muniz - 2 Jun 2020, 16h58

O projeto Hemorio em Casa, criado para captar doadores nos grandes condomínios do Rio de Janeiro com objetivo de aumentar as doações durante o período de epidemia, atingiu a marca de 2.898 bolsas de sangue coletadas. Ao todo, o número pode representar mais de 10.000 vidas salvas.  

A campanha, que conta com o apoio da Artplan, começou em abril e já atendeu cerca de 42 condomínios da cidade. Graças ao esforço dos doadores, foi possível registrar crescimento de quase 10% no número de bolsas coletadas no último mês quando comparado com o mesmo período do ano anterior.  

Toda a estrutura para a coleta de sangue é levada aos salões de festa de condomínios com pelo menos 500 moradores em idade adequada para doar.  

Após o cadastro, o doador é orientado a aguardar em seu apartamento até o momento da coleta, quando é contatado via mensagem ou interfone. A ideia é evitar aglomerações, o uso de transportes públicos e a exposição prolongada em ambientes externos.  

Continua após a publicidade

Os síndicos de condomínios interessados na ação e que possuam a estrutura e o número adequado de moradores podem entrar em contato com o Hemorio. 

Publicidade