Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Dilma tenta a volta do Abaporu

Março, mês da mulher, nada mais natural que o Palácio do Planalto faça um certo barulho para marcar a data. Um dos principais eventos será uma grande mostra, com quarenta obras de mulheres, que terá o próprio palácio como local de exposição, aberta para o público. São trabalhos de artistas que estão no acervo de […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h47 - Publicado em 19 fev 2011, 03h40

Temporada brasileira- O Abaporu e Dilma: o Itamaraty negocia a vinda por algumas semanas de uma das obras capitais do modernismo brasileiro

Março, mês da mulher, nada mais natural que o Palácio do Planalto faça um certo barulho para marcar a data. Um dos principais eventos será uma grande mostra, com quarenta obras de mulheres, que terá o próprio palácio como local de exposição, aberta para o público. São trabalhos de artistas que estão no acervo de museus públicos — exceto um, o mais emblemático de todos. A pedido de Dilma Rousseff, o Itamaraty está negociando com o colecionador argentino Eduardo Costantini para que o Abaporu, de Tarsila do Amaral, uma das obras capitais do modernismo, deixe por algumas semanas o Malba, de Buenos Aires, e vá para Brasília. Em 1995, o quadro foi leiloado em Nova York por 1,25 milhão de dólares.

Publicidade