Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputado questiona Ministério do Turismo sobre mudança da Cinemateca

Após revelação do Radar sobre decisão do governo Bolsonaro de tirar cinemateca de SP, Marcelo Calero pediu explicações

Por Mariana Muniz Atualizado em 23 jul 2020, 11h09 - Publicado em 23 jul 2020, 11h36

O deputado federal Marcelo Calero (Cidadania-RJ) encaminhou para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, uma série de questionamentos sobre o atual estado da Cinemateca Brasileira, que funciona em São Paulo e virou campo de batalha do governo Jair Bolsonaro.

A iniciativa do deputado foi motivada pela revelação feita pelo Radar de que após um entrevero entre servidores do Ministério do Turismo e da entidade que administra o acervo em São Paulo, o governo teria decidido acelerar o processo de mudança da cinemateca para Brasília.

Entre os elementos questionados pelo parlamentar, estão, por exemplo, a situação atual do contrato de gestão da Cinemateca Brasileira e a Fundação Roquette Pinto, a pretensão do Ministério do Turismo de administrar e gerir o espaço e a justificativa para uma possível transferência para Brasília.

“É lamentável a situação em que se encontra nossa Cinemateca Nacional. Os embates entre a Secretaria Especial da Cultura e a ACERP, bem como as sérias dificuldades financeiras por que passa a instituição, tornaram a gestão da Cinemateca Nacional insustentável e a colocaram sob o risco iminente de perda do seu acervo histórico”, diz Calero no requerimento.

Continua após a publicidade
Publicidade