Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputado pede que Cade avalie impacto de compra da Latam Brasil pela Azul

Informação circulou recentemente no noticiário, mas o CEO da Latam no Brasil disse que a companhia não está à venda

Por Gustavo Maia Atualizado em 7 jun 2021, 19h42 - Publicado em 7 jun 2021, 16h29

A notícia de que a Azul Linhas Aéres estaria interessada em comprar a subsidiária brasileira da Latam levou o deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE) a apresentar um requerimento ao Cade, vinculado ao Ministério da Justiça, para avaliar o impacto da eventual aquisição no sistema de transporte de passageiros no país.

A informação circulou recentemente no noticiário, mas o CEO da Latam Brasil, Jerome Cadier, disse que a companhia não está à venda.

Bismarck apresentou uma série de questionamentos ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica, para saber qual a viabilidade jurídica da possível compra e o risco de concentração ou monopólio de mercado com a eventual operação.

O parlamentar também indagou se o Cade está acompanhando a operação, levando em conta sua sua função preventiva para coibir condutas anticompetitivas, e se pretende tomar providências para evitar que a aquisição tenha efeitos danosos ao mercado.

Para o deputado, a compra, se concretizada, poderia “desencadear graves e impactantes consequências”, como o aumento de poder de mercado, com rotas operadas por apenas uma empresa, o que impactaria em preços mais altos.

Continua após a publicidade
Publicidade