Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputado foi salvo da morte por jantar com Teori Zavascki

Ele só não embarcou no vôo da Chapecoense porque apareceu um compromisso com o então ministro do STF

Por Mauricio Lima Atualizado em 28 jan 2017, 13h09 - Publicado em 28 jan 2017, 12h01

O deputado Gelson Merisio, presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, poderia estar morto. Ele era passageiro confirmado no voo da Lamia que vitimou os jogadores da Chapecoense, vários jornalistas e causou comoção em todo o planeta. Merisio só não embarcou na aeronave porque o ministro Teori Zavascki o chamou para um jantar no dia que a Chape embarcaria.

Filhos de cidades próximas (Teori era de Faxinal dos Guedes e ele de Xaxim), ambos eram amigos. Depois da queda do avião, Merisio enviou uma camisa da Chapecoense e um bilhete agradecendo a Teori por estar vivo. Quando recebeu a carta, Teori chorou e contou essa história para várias pessoas. Cerca de 50 dias depois, numa ironia do destino, o ministro do STF morreu em um acidente aéreo. “É difícil acreditar que ele me salvou e eu, infelizmente, não pude fazer nada por ele”, diz Merisio.

Publicidade