Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputado ambientalista quer impedir acesso do agro às terras indígenas

Medida conjunta de Funai e Ibama permite a exploração dessas áreas por não índios

Por Evandro Éboli Atualizado em 25 fev 2021, 08h23 - Publicado em 25 fev 2021, 13h23

Coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional, o deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP) apresentou proposta para sustar os efeitos da instrução normativa assinada por Funai e Ibama e que autoriza de alguma forma a produção agrícola no interior de terras indígenas.

Essa medida viabiliza também o acesso a essas terras por meio de associações com outros produtores não indígenas.

Pela nova regra, só fica proibido o arrendamento puro e simples, ou seja, o aluguel da terra indígena para os produtores de fora.

“Essa instrução é uma grande armadilha do contra os povos indígenas, tendo em vista que ela permite a exploração das suas áreas por parte de pessoas estranhas às terras e aos povos. Isso favorece o alastramento dos interesses escusos do agronegócio no interior das terras indígenas e, consequente mente, o aprisionamento destas a um modelo exploratório insustentável ambiental e socialmente”, disse Agostinho.

Continua após a publicidade
Publicidade