Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deputada pede ao TSE para deixar o partido de Roberto Jefferson

O relator do caso é o ministro Edson Fachin

Por Robson Bonin 27 jul 2021, 17h07

A deputada Luísa Canziani entrou com uma ação no TSE para pedir sua desfiliação do PTB de Roberto Jefferson.

A deputada afirma ter sofrido ataques dentro do próprio partido, inclusive com manifestações caluniosas e difamatórias.

Jefferson chegou a anunciar a expulsão de Luísa, o que ainda não se concretizou – há um processo administrativo nesse sentido.

A deputada federal Margarete Coelho (PP-PI) assina a ação, junto com o advogado Luiz Fernando Pereira, de Curitiba. O relator do caso é o ministro Edson Fachin.

Luísa tem recebido convites de outros partidos como PP e o PSD. A deputada tem boa relação com Arthur Lira, o que seria uma motivação para a filiação ao PP. O convite também já foi feito por Ricardo Barros e Ciro Nogueira. No PSD, Gilberto Kassab e o governador Ratinho Jr. já fizeram o convite. Luísa ainda não decidiu para onde irá.

Ela e seu pai, Alex Canzini, que é secretário de governo da prefeitura de Londrina e pretende ser candidato ao Senado, irão para a mesma legenda. Ele já se desfilou do PTB.

Continua após a publicidade
Publicidade