Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Depois de cobrar disciplina, Doria paga bônus atrasado a policiais em SP

Na última segunda, governador afastou coronel Aleksander Lacerda; militar estava convocando bolsonaristas para manifestação e lançando ataques ao STF

Por Laísa Dall'Agnol 24 ago 2021, 11h36

Depois de cobrar disciplina de policiais militares que estavam se posicionando contra o STF e a favor de manifestações políticas, o governador de São Paulo João Doria (PSDB) determinou o pagamento do bônus atrasado à categoria.

A bonificação vale tanto para a polícia Civil quanto Militar do estado e, geralmente, é quitada bimestralmente. No Diário Oficial desta terça, a publicação sinaliza o pagamento referente aos meses de maio e junho de 2020 — portanto, com 14 meses de atraso.

As queixas na demora do acerto do valor — calculado por produtividade de cada delegacia ou batalhão — são recorrentes. O último bônus, referente aos meses de março e abril do ano passado, foi pago apenas em junho deste ano.

Na última segunda, Doria decidiu afastar, por indisciplina, o coronel Aleksander Lacerda, que estava convocando bolsonaristas para a manifestação de 7 de setembro e lançando ataques a políticos e ao STF nas redes. O militar comanda sete batalhões da Polícia Militar no interior de São Paulo.

Continua após a publicidade
Publicidade