Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Deltan Dallagnol em sobrecarga

Pediram mais prazo para deliberar sobre transferência de investigado

Por Ernesto Neves - 17 Sep 2019, 19h04

Procuradores de Curitiba pediram ao juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal, mais prazo para analisar a transferência do advogado luso-brasileiro Leonardo José Muniz de Almeida para Portugal. Ele é investigado por operar para o MDB.

O motivo, afirmam, é a sobrecarga de trabalho.

No documento é assinado por Deltan Dallagnol, Antonio Carlos Welter, Alexandre Jabur e Felipe D’Elia Camargo, os procuradores dizem que o excesso foi trabalho foi provocado pelos desdobramentos da Lava-Jato, como as operações Piloto e Integração, que investigam o ex-governador Beto Richa.

Publicidade