Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Defesa de Temer vai usar áudio de Joesley contra acusação da PGR

Contra as acusações de obstrução da Justiça

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 23 Jun 2017, 15h24 - Publicado em 23 Jun 2017, 14h38

A defesa de Michel Temer já está se preparando para as denúncias da PGR que deverão atingir o presidente. Contra a acusação de obstrução da Justiça, os advogados vão utilizar a própria gravação de Joesley Batista para se defenderem.

Em um dos trechos, Temer disse que “o Eduardo tentou me fustigar”. Eles vão alegar que isso mostra que o presidente estava indo em oposição ao que Cunha desejava.

Na sequência, Temer disse a Joesley o seguinte, em referência às 21 perguntas indeferidas pro Sergio Moro que o ex-deputado encaminhou ao presidente: “Era pra (inaudível). Eu não fiz nada (inaudível) no Supremo Tribunal Federal“. Os advogado vão sustentar que o trecho mostra que Temer não tinha feito nada para obstruir a Justiça. 

Publicidade