Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Decisão do STF implode plano bolsonarista para desqualificar Moro

Quem diz é o ministro Alexandre de Moraes: Bolsonaro extrapolou seus poderes para tentar colocar um amigo da família no comando da Polícia Federal

Por Robson Bonin Atualizado em 29 abr 2020, 13h20 - Publicado em 29 abr 2020, 13h19

Jair Bolsonaro e seus seguidores nas redes sociais vinham nos últimos dias tentando deslegitimar as acusações feitas por Sergio Moro na sua saída do governo.

A decisão do ministro Alexandre de Moraes, nesta quarta, coloca uma pedra no assunto. Fica evidente no texto que Jair Bolsonaro extrapolou seus poderes para tentar colocar um amigo da família no comando da Polícia Federal.

Essa é a primeira parte da história. A segunda, a se confirmar com evidências fornecidas por Moro, é de que o presidente tentava, com a nomeação, interferir em investigações, blindar aliados, perseguir adversários e receber informações privilegiadas de inteligência.

Tudo já foi meio que assumido por Bolsonaro e seus aliados em declarações desastradas nos últimos dias, mas com força de prova, no processo, a coisa muda de figura. E não é uma figura bonita ao Planalto.

Continua após a publicidade
Publicidade