Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

De olho em 2022, Doria afaga ACM Neto: ‘Acho que vamos estar juntos’

Governador tucano elogiou o cacique baiano: 'Gosto dele, tenho uma boa relação com ele. É um bom nome, jovem, foi bom prefeito'

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 3 ago 2021, 14h30 - Publicado em 3 ago 2021, 15h30

Já mirando uma aliança para as eleições de 2022, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), diz buscar uma reaproximação com ACM Neto.

O mandatário do DEM cortou relações com o tucano após o vice-governador Rodrigo Garcia ser arrematado pelo PSDB, em maio. Depois da filiação, o ex-prefeito de Salvador declarou categoricamente que Doria não teria o apoio do DEM no ano que vem.

“Gosto do ACM, tenho uma boa relação com ele. É um bom nome, jovem, foi bom prefeito. Mais adiante acho que vamos estar juntos nessa mesma frente liberal para fazer a melhor via pelo Brasil, incluindo o Tasso Jereissati”, afirmou Doria ao Flow Podcast na última segunda.

Pesquisas recentes mostram que a construção de uma terceira via de centro-direita contrária a Lula e Bolsonaro ainda está engatinhando.

Por enquanto, Ciro Gomes (PDT) lidera o terceiro lugar na maioria das sondagens, mas com considerável distância entre os dois primeiros colocados — e com forte rejeição fora do eleitorado progressista.

No caso do PSDB, atritos internos deixam incerto o rumo do partido na pavimentação de uma disputa à presidência. Apesar de nomes como Doria e Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, se colocarem como pré-candidatos, mandatários como Aécio Neves já declararam não descartar a possibilidade da sigla não lançar nenhum candidato para o pleito.

Continua após a publicidade
Publicidade