Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Damares na reunião: “vamos pedir a prisão de governadores e prefeitos”

Ministra diz que Brasil vive maior violação de direitos humanos nos últimos trinta anos

Por Robson Bonin, Mariana Muniz, Evandro Éboli, Manoel Schlindwein - Atualizado em 22 maio 2020, 18h32 - Publicado em 22 maio 2020, 18h30

Na reunião, Damares Alves acompanhou o discurso do presidente de que há abuso das autoridades no combate ao coronavírus. A certa altura, a ministra defende, após o fim da epidemia, a prisão de governadores e prefeitos. Ela entende que eles estão exorbitando as medidas adotadas.

Para ele, o país vive “a maior violação de direitos humanos” nesse momento.

“A pandemia vai passar, mas governadores e prefeitos responderão processos e nós vamos pedir inclusive a prisão de governadores e prefeitos. E nós tamo (sic) subindo o tom e discursos estão chegando. Nosso ministério vai começar a pegar pesado com governadores e prefeitos. Nunca vimos o que está acontecendo hoje”, disse Damares no encontro.

“Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil. Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem feito nada … feito nada. Nós estamos vendo padres sendo multados em noventa mil reais porque estavam dentro da igreja com dois fiéis. A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós estamos tomando providências”, completou.

Publicidade