Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dallagnol ironiza indulto de Natal dado por Temer

'Não poderia ser mais claro'

O procurador Deltan Dallagnol ironizou o indulto de Natal para preso concedido por Michel Temer nesta sexta (22). A mensagem foi publicada em seu perfil no Facebook (veja o texto completo abaixo). 

Meus parabéns pela ótima mensagem que o Planalto passa à população sobre sua atitude diante da corrupção. Não poderia ser mais claro. Aliás, não é só ele. Tem gente em outros Poderes que neste final de ano está passando a mesma mensagem”, publicou Dallagnol.

 (reprodução/Reprodução)

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Alberto Lopes Lapolli

    Indulto de Natal significa perdão do Estado como recebeu José Dirceu..um direito do Presidente e não de órgãos da Justiça..Por isso a critica nunca pode ser do Ato e sim em tese do beneficiado.

    Curtir

  2. Eduardo Guedes Silva

    E aí, Veja?
    Você vive execrando a vigilância das Forças Armadas sobre os escândalos dentro do Congresso Nacional que se repetem sem parar. Seus comentaristas querem ensinar a opinião pública a suportar tudo, a aceitar essa bandalheira a que chegou o próprio STF de violar a Constituição e as leis processuais penais para manter a vergonha situação do Estado brasileiro como está. Sempre, com a cara limpa de seus jornalistas, declarando a integridade das instituições.
    Você, Veja, deixaria a vergonha de lado, mais uma vez, para informar que no Brasil “as instituições estão funcionando”?

    Curtir

  3. Alguém precisa fazer alguma coisa pelo País! Quem poderia se oferecer?

    Curtir