Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

CVM multa Refinaria de Manguinhos por falta de prestação de contas

Refit não entregou informações periódicas e não convocou assembleias gerais

Por Mariana Muniz - Atualizado em 29 Jun 2020, 10h03 - Publicado em 29 Jun 2020, 09h56

A CVM multou a Refinaria Manguinhos, atual Refit, pelo reiterado atraso na prestação de informações ao mercado e aos acionistas minoritários – além da não convocação de assembleias gerais ordinárias. A decisão é desta semana.

O colegiado da CVM decidiu, por unanimidade, pelas condenações do diretor de relações com investidores, Ronaldo de Almeida Nobre, do diretor da refinaria, Paulo Henrique de Oliveira Menezes, e de membros do conselho de administração da empresa.

ASSINE VEJA

Wassef: ‘Fiz para proteger o presidente’ Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educação
Clique e Assine

Pela decisão da comissão, a Refit – que está em recuperação judicial e é a segunda maior devedora do estado do Rio de Janeiro – deixou de fornecer informações sobre os exercícios de 2019 e 2018. As penas aplicadas pela CVM somam 345 mil reais.

Publicidade