Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cultura quer retomar combate à pirataria

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, quer que sua pasta tenha uma atuação mais ativa no combate à pirataria. A ideia é reforçar a participação nos debates do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, do Ministério da Justiça. Relegado a segundo plano pelo MinC nos últimos anos, com a atuação de Marcos Souza na pasta, […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h04 - Publicado em 19 ago 2016, 11h02
Tiro na água

Sem pirataria

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, quer que sua pasta tenha uma atuação mais ativa no combate à pirataria.

A ideia é reforçar a participação nos debates do Conselho Nacional de Combate à Pirataria, do Ministério da Justiça.

Relegado a segundo plano pelo MinC nos últimos anos, com a atuação de Marcos Souza na pasta, o CNCP foi esvaziado.

Souza era o diretor de Direitos Intelectuais na gestão Juca Ferreira e foi demitido há poucas semanas por Calero.

Segundo o Special Report 301, do Departamento de Comércio dos Estados Unidos, que analisa o combate à pirataria, o CNCP perdeu força nos últimos anos.

Continua após a publicidade
Publicidade