Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Crise do coronavírus afeta em cheio pequenas indústrias, diz pesquisa

Dados inéditos fazem parte do levantamento da CNI realizada pelo Instituto FSB Pesquisa

Por Mariana Muniz Atualizado em 29 Maio 2020, 09h47 - Publicado em 29 Maio 2020, 05h30

Dados inéditos da pesquisa da CNI, realizada pelo Instituto FSB Pesquisa, mostra que as pequenas indústrias estão mais vulneráveis à crise gerada pelo novo coronavírus. Enquanto 75% desse perfil de indústria afirmaram que foram muito afetadas ou afetadas pela pandemia e consequentes medidas de isolamento, entre as grandes indústrias, o percentual cai para pouco menos da metade (49%). A pesquisa entrevistou 1.017 empresários de todas as regiões do Brasil e tem intervalo de confiança de 95%.

Só 28% das indústrias de pequeno porte têm condições financeiras para manter suas atividades em funcionamento por mais de três meses, se as medidas de isolamento social em boa parte do país permanecerem. Na comparação com as grandes indústrias, o percentual praticamente dobra. Entre as maiores, 55% têm saúde financeira suficiente para manter a operação depois do próximo trimestre mesmo que o cenário não mude. É o que revela pesquisa realizada pela CNI por meio do Instituto FSB Pesquisa, com 1.017 empresários de todas as regiões do Brasil.

ASSINE VEJA

As consequências da imagem manchada do Brasil no exterior O isolamento do país aos olhos do mundo, o chefe do serviço paralelo de informação de Bolsonaro e mais. Leia nesta edição
Clique e Assine
Publicidade