Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Crise da água faz Witzel cancelar ida à ALERJ

Governador iria à abertura do ano legislativo na Assembleia, mas decidiu mandar representante ao perceber clima hostil

Por Mariana Muniz Atualizado em 4 fev 2020, 15h10 - Publicado em 4 fev 2020, 14h48

Estava tudo pronto para que Wilson Witzel fosse nesta terça à Assembleia do Rio para participar da abertura do ano Legislativo.

Alertado para o clima de poucos amigos na casa, diante da crise hídrica da Cedae, o governador mudou de ideia e achou melhor mandar um auxiliar em seu lugar.

Oficialmente, o Palácio Guanabara afirma que não havia previsão do comparecimento de Witzel na sessão solene, mas a ida do governador ao Legislativo chegou a ser divulgada pela assessoria da própria Assembleia Legislativa.

Quem ficou incumbido de representar o Executivo na Alerj foi o secretário da Casa Civil, André Moura. Coube a ele ouvir as vaias feitas quando o presidente da Alerj, André Ceciliano, falou o nome de Witzel.

Continua após a publicidade
Publicidade