Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Crise aberta por Bolsonaro leva bancada a discutir no plenário

Sobrou para Eduardo Bolsonaro, que ouviu queixumes de colegas do partido sobre as declarações do pai

Por Marcela Mattos - Atualizado em 8 out 2019, 20h07 - Publicado em 8 out 2019, 19h25

A crise aberta por Jair Bolsonaro na bancada do PSL foi parar dentro do plenário. As declarações do presidente desdenhando o partido tomaram conta do dia dos parlamentares.

No início da noite, antes de seguirem para uma reunião a porta fechadas, seis parlamentares do PSL pediam explicações a Eduardo Bolsonaro. O deputado Nelson Barbudo (MT) estava indignado.

A afirmação de Bolsonaro a um manifestante de que seria melhor esquecer o PSL mexeu com os brios de seu grupo político. Ainda que tenha adesão de 32 deputados caso deseje deixar o partido, o presidente não é uma unanimidade na legenda.

Do presidente da CCJ ao líder do partido na Câmara, vários deles demonstraram insatisfação com o capitão.

Publicidade

 

Publicidade