Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Credibilidade zero

José Sarney é daqueles que xinga o carteiro portador da notícia ruim. Sarney usou a coluna que mantém no seu jornal, O Estado do Maranhão, na edição de anteontem, para descer a borduna no Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e no IBGE. Ambos divulgam dados que, vira e mexe, deixam o Maranhão nas […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 03h58 - Publicado em 29 abr 2014, 09h32
De molho

Ataques a Ipea e IBGE

José Sarney é daqueles que xinga o carteiro portador da notícia ruim. Sarney usou a coluna que mantém no seu jornal, O Estado do Maranhão, na edição de anteontem, para descer a borduna no Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e no IBGE.

Ambos divulgam dados que, vira e mexe, deixam o Maranhão nas últimas colocações de rankings dos estados brasileiros. Segundo o Ipea, por exemplo, o estado onde a oligarquia Sarney manda e desmanda tem o segundo pior IDH do Brasil.

Sarney aproveitou o mico do Ipea, que divulgou dados errados sobre o percentual de homens favoráveis ao estupro de mulheres vestidas com roupas curtas, para pôr em dúvida toda e qualquer pesquisa do instituto. Porém, o argumento de Sarney para defender o Maranhão e o governo de sua filha tem o mesmo valor de uma nota de 3 reais.

Continua após a publicidade

Diz Sarney no texto:

– Basta ver nossa terra, seu dinamismo, seu crescimento para verificar que elas (as pesquisas) estão fraudadas.

Cada um acredita no que melhor convém.

Publicidade