Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Nem só de suspeita de corrupção vive a CPI — tem adultério também!

Descoberta do relacionamento, descrito como tórrido por quem teve acesso ao material, foi feita sem querer

Por Robson Bonin Atualizado em 23 jul 2021, 15h35 - Publicado em 24 jul 2021, 14h29

Além de desnudar negociatas na compra de vacinas pelo governo de Jair Bolsonaro, a CPI da Pandemia no Senado esbarrou sem querer em provas de uma tórrida relação extraconjugal.

O material, sem relação direta com as denúncias sobre a Saúde, tem preocupado alguns gestores de crise de Brasília.

Na semana passada, o Radar mostrou que a comissão ganhou também um acervo de vídeos pornográficos, que estavam armazenados no celular apreendido do policial militar Luiz Paulo Dominguetti.

Em tempo, a pulada de cerca não tem relação com o cabo da PM de Minas.

Continua após a publicidade
Publicidade