Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Corrupção no Tocantins teve propina de quase 45 milhões de reais

O governador Mauro Carlesse foi afastado do cargo nesta quarta por ordem do ministro Mauro Campbell, do STJ

Por Robson Bonin Atualizado em 20 out 2021, 08h43 - Publicado em 20 out 2021, 09h06

A operação da Polícia Federal que cumpre, nesta quarta, mandados de busca contra o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, e secretários do governo, mira um esquema de corrupção envolvendo o plano de saúde dos servidores estaduais.

Segundo os investigadores, cerca de 44,8 milhões de reais teriam sido pagos a título de vantagens indevidas. A PF ainda mira a participação no esquema de outras empresas que estão sendo investigadas, o que, provavelmente, elevará valores.

Por causa do esquema, o governador Carlesse foi afastado do cargo nesta quarta por ordem do ministro Mauro Campbell, do STJ.

A PF faz buscas na casa de Carlesse e na sede do governo. Há ainda mandados de busca e apreensão contra secretários estaduais, como Cristiano Sampaio, da Secretaria de Segurança Pública do Tocantins.

Continua após a publicidade

Publicidade