Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Corinthians expõe dívidas como vacina para avanços da Lava-Jato

Na última segunda-feira, o Conselho Deliberativo do Corinthians finalmente detalhou a dívida do clube com o Itaquerão. O encontro foi apelidado de “reunião da verdade”, pois foi a primeira vez que os conselheiros souberam das dívidas de cerca de 400 milhões de reais com o BNDES, 209 milhões de reais referentes a empréstimos bancários e […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h19 - Publicado em 10 mar 2016, 14h03
Itaquerão: vai sobrar para o time na Lava-Jato

Itaquerão: vai sobrar para o time na Lava-Jato

Na última segunda-feira, o Conselho Deliberativo do Corinthians finalmente detalhou a dívida do clube com o Itaquerão.

O encontro foi apelidado de “reunião da verdade”, pois foi a primeira vez que os conselheiros souberam das dívidas de cerca de 400 milhões de reais com o BNDES, 209 milhões de reais referentes a empréstimos bancários e outros 376 milhões dos quais a Odebrecht é credora.

Alguns conselheiros saíram da reunião com a impressão de que, com os desdobramentos da Lava-Jato sobre a Odebrecht, sobrará para a arena Corinthians — e que a direção do clube começou a detalhar os problemas já na tentativa de fazer uma “vacina” e se isentar de possíveis irregularidades.

Continua após a publicidade

Publicidade