Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Contratos por coronavírus no Rio podem ser alvo de CPI

Oposição ao governador Wilson Witzel na Assembleia Legislativa questiona contratos emergenciais

Por Mariana Muniz 8 abr 2020, 17h35

Contratações emergenciais, sem licitação, feitas durante a pandemia do novo coronavírus estão na mira da oposição ao governador Wilson Witzel (PSC) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O projeto de resolução para abertura de uma CPI foi apresentado nesta quarta-feira pelo deputado Dr. Serginho (Republicanos).

O deputado quer que sejam investigadas a aquisição de equipamentos hospitalares em valores acima dos preços médios de mercado, a contratação de organização social para gestão do Samu em substituição ao Corpo de Bombeiros e o aumento de despesas com novas gratificações e o aumento de cargos comissionados.

De acordo com o regimento interno da Casa, projetos de resolução de CPI podem ser protocolados com assinatura única. Agora, o pedido deve ser publicado e levado para votação do plenário.

Publicidade