Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Conselho de ética aprova cassação de Jairinho no Rio

Vereador é acusado espancar até a morte o filho da namorada

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 28 jun 2021, 12h55 - Publicado em 28 jun 2021, 12h51

O Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores do Rio aprovou por unanimidade há pouco o relatório que pede a cassação do vereador Doutor Jairinho, acusado de torturar e espancar até a morte o menino Henry Borel, filho de quatro anos de idade da namorada do político.

A morte ocorreu em março e Jairinho e sua namorada, a professora Monique Medeiros, foram presos em abril. Jairinho foi preso acusado de agredir a criança. A mãe do menino foi presa por acobertar o namorado no crime.

O relatório será votada pelo plenário da câmara na próxima quarta-feira. Para cassar o vereador são necessários 34 votos dos 50 integrantes da casa (o presidente não vota). A defesa de Jairinho terá duas horas para se manifestar.

Publicidade