Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Condenado por ofender gays, Bolsonaro vai ser julgado no… STF

Recurso do presidente, que estava no STJ, foi remetido nesta terça aos ministros do Supremo por tratar de questões constitucionais

Por Robson Bonin Atualizado em 14 set 2021, 15h48 - Publicado em 14 set 2021, 15h47

Veja como o mundo dá voltas. Jair Bolsonaro, que até o feriado atacava os ministros do STF e a própria Corte sem dó, terá agora que lutar no Supremo para não ter que pagar indenização por ofensas proferidas por ele contra gays.

Em 2011, numa entrevista, Bolsonaro disse que seus filhos “tiveram boa educação” e que, como “foi um pai presente”, não corria risco de ter filhos gays.

Três entidades acionaram Bolsonaro na Justiça por causa das falas preconceituosas e obtiveram uma vitória que obriga o presidente a pagar 150.000 reais.

É para não pagar essa conta que o presidente recorreu ao STJ, que mandou o caso nesta terça ao STF.

Continua após a publicidade
Publicidade