Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Como a área militar recebe a militância política do chefe da Aeronáutica

Baptista Júnior teria sido 'ingênuo' ao 'confiar' que deputada bolsonarista não revelaria teor de conversa imprópria, diz um militar ao Radar

Por Robson Bonin Atualizado em 14 jun 2021, 09h47 - Publicado em 14 jun 2021, 11h29

Comandante da Aeronáutica, o tenente-brigadeiro do ar Carlos de Almeida Baptista Júnior ficou feio na foto após rebaixar a instituição ao admitir suas preferências políticas numa conversa que teve com a deputada Bia Kicis, uma das investigadas no STF no inquérito dos atos antidemocráticos, que a PGR quer arquivar.

O chefe da Aeronáutica confidenciou seu voto a Kicis durante uma visita que ela fez ao seu gabinete. Segundo seus colegas militares, Baptista Júnior teria sido ingênuo ao “confiar” que a cortesia da inconfidência ficaria apenas entre os dois. A deputada bolsonarista correu para o Twitter e expôs o brigadeiro.

“Acabo de ouvir do comandante Baptista Junior que estou honrando seu voto. Muito obrigada, brigadeiro! É uma honra para mim ter o seu reconhecimento como meu eleitor”, escreveu a deputada.

O próprio comandante militar é chegado a manifestações políticas nas redes sociais, como mostrou Miriam Leitão em março. O chefe da Aeronáutica curtiu mensagem sobre a “extrema imprensa”, que atacaria cruelmente pessoas honradas como Bolsonaro e o ex-ministro Ernesto Araújo. Curtiu uma página bolsonarista que, entre outras postagens, disse que o ambiente ficaria “menos tóxico” em restaurantes que fossem boicotados pela esquerda.

Enquanto milita nas redes e na própria agenda da instituição, o chefe da Aeronáutica admitiu recentemente, ao Valor, a redução de 50% nas verbas do contrato com a Embraer para fabricação do KC-390.

Entre os militares que buscam se manter distante da política nas Forças Armadas, a atuação de Baptista Júnior provocou constrangimentos, claro. Mas ninguém manifestará esse sentimento em público.

Continua após a publicidade
Publicidade