Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Comissão decide nesta sexta se afasta governador de SC do cargo

Se o colegiado receber o pedido contra o governador e a vice, eles serão afastados dos cargos por até 180 dias

Por Robson Bonin 23 out 2020, 08h01

A comissão mista, formada por cinco deputados estaduais e cinco desembargadores, vai decidir logo mais, em sessão marcada para 9h, se aceita a denúncia de impeachment contra o governador de Santa Catarina Carlos Moisés e a vice-governadora Daniela Reinehr.

A avaliação do caso será de maneira individual, com os integrantes do colegiado avaliando primeiro a situação da vice-governadora, incluída no processo de cassação de forma controversa, por supostamente se omitir diante da decisão do titular de ordenar despesas com pessoal no estado sem autorização legislativa.

Se o colegiado receber o pedido contra o governador e a vice, eles serão afastados dos cargos por até 180 dias. Nesse caso, quem assumirá o governo será o notório chefe do Legislativo, Julio Garcia, alvo de investigações pesadas por envolvimento num esquema de corrupção no governo catarinense.

Na reunião de logo mais, no plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, a comissão mista pode decidir livrar a vice-governadora do processo de impeachment por considerar que não há, juridicamente, a figura da omissão, criada pela Alesc para dar cabo na chapa vitoriosa em 2018. Nesse caso, Daniela assume o governo durante o período de afastamento de Moisés, que parece já ter seu destino selado.

Continua após a publicidade
Publicidade