Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Com Flávio na fila do STF, bolsonaristas continuam provocando a Corte

Agora foi a vez de um dos deputados lançar a brilhante ideia de uma renúncia coletiva dos ministros do tribunal

Por Robson Bonin - Atualizado em 11 nov 2019, 13h27 - Publicado em 11 nov 2019, 13h25

Veja como a ala de Jair Bolsonaro no PSL da Câmara continua atacando os ministros do Supremo Tribunal Federal.

Depois do “cabo e o soldado’ e do “novo AI-5” de Eduardo Bolsonaro e das hienas de Carlos, agora é Bibo Nunes (RS) que teve a brilhante ideia de pedir a renúncia dos seis ministros que votaram pelo fim da prisão em segunda instância.

A indigência do discurso de Bibo só mostra como a tropa política do bolsonarismo precisará se reinventar, se quiser ter alguma chance contra Lula e seu discurso populista e leniente com a corrupção.

Em tempo, pobre Flávio Bolsonaro, que depende do STF para conseguir se livrar do caso Fabrício Queiroz.

Publicidade