Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Chuva de memoriais

Com o placar de seis a quatro se desenhando para a formação de quadrilha (Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Dias Toffoli absolvendo e os demais ministros condenando), os advogados dos mensaleiros vão inundar os gabinetes de Marco Aurélio Mello e Celso de Mello com memoriais. Se conseguirem virar o voto de um dos ministros […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h36 - Publicado em 18 out 2012, 20h41

Placar apertado

Com o placar de seis a quatro se desenhando para a formação de quadrilha (Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Cármen Lúcia, Dias Toffoli absolvendo e os demais ministros condenando), os advogados dos mensaleiros vão inundar os gabinetes de Marco Aurélio Mello e Celso de Mello com memoriais.

Se conseguirem virar o voto de um dos ministros o placar ficaria em cinco a cinco e os advogados passariam a pedir o benefício para o réu devido ao empate.

Apesar da tentativa, a chance de sucesso é muito pequena.

Continua após a publicidade

Publicidade