Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Chefe de gabinete de Marielle presidirá Comissão de Direitos Humanos

PSOL ficará com duas comissões desejadas pelo PSL.

Por Da Redação - Atualizado em 31 jan 2019, 18h17 - Publicado em 31 jan 2019, 18h10

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) será presidida pela deputada estadual Renata Souza (PSOL).

Ela foi chefe de gabinete e amiga da vereadora Marielle Franco, morta em março do ano passado. Na divisão de espaços do renovado Palácio Tiradentes, prevaleceu quem está por lá há mais tempo. 

O PSL bem que tentou, mas o PSOL continuará comandando a comissão – que por anos esteve nas mãos do agora deputado federal Marcelo Freixo.

“Quem não acredita em direitos humanos não pode presidir uma comissão como essa”, afirmou Renata Souza.

Publicidade

O PSL também não irá presidir a Comissão de Educação, outro desejo da bancada, que ficará com o deputado Flávio Serafini, futuro líder da bancada do… PSOL.

Erros de articulação dos deputados do partido do presidente Jair Bolsonaro implodiram tanto a vontade de comandar as duas importantes comissões, como o desejo de lançar uma chapa própria à Presidência da casa.

Márcio Gualberto (PSL) não conseguiu unir a bancada de seu partido – a maior da Alerj – para enfrentar o petista André Ceciliano, que já fatiou os espaços das comissões e deverá ser eleito sem enfrentar ninguém na eleição deste sábado (02).

(Por Leandro Resende)

Publicidade