Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

CGU mira frota fantasma de carros no Cade

Órgão disponibiliza quase duas vagas de garagem por servidor

Por Mariana Muniz - 9 dez 2019, 19h05

Uma auditoria feita pela Controladoria-Geral da União (CGU) sobre o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) fez uma observação interessante sobre…o tamanho do estacionamento da sede do órgão, que fica em Brasília.

Segundo a CGU, a área reservada às garagens do imóvel alugado desde 2012 pela autarquia é “desproporcional à sua força de trabalho”. O valor do aluguel: R$ 7,3 milhões. Ao todo, são 210 vagas cobertas.

Isto porque, de acordo com o órgão de fiscalização, o prédio foi locado com uma expectativa de 500 servidores, mas terminou o ano de 2018 com um quadro menor: 242 servidores e 150 outros colaboradores, entre terceirizados e estagiários.

Diante deste cenário, o relatório da CGU sugere que o Cade considere “a disponibilidade de imóveis públicos, visto a opção desonerá-la de gastos com aluguel e IPTU, e seu quantitativo relativamente restrito aumenta a probabilidade de encontrar imóveis que a comportem”.

Continua após a publicidade

Em resposta dada aos apontamentos da auditoria, o Cade afirmou que “a área da sede do Cade não só é adequada ao porte da autarquia, como não há ociosidade de áreas de trabalho”.

Publicidade