Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Celso de Mello dá 72 horas para Planalto entregar vídeo citado por Moro

Ministro também manda auxiliares de Jair Bolsonaro preservarem registro da pressão presidencial sobre a troca de comando na PF

Por Mariana Muniz - Atualizado em 5 Maio 2020, 23h10 - Publicado em 5 Maio 2020, 22h47

Relator do inquérito que apura a interferência política de Jair Bolsonaro na Polícia Federal, o ministro Celso de Mello, do STF, deu 72 horas para que a Secretaria-Geral da Presidência encaminhe ao Supremo a cópia da gravação da reunião em que o presidente teria pressionado abertamente Sergio Moro.

“As autoridades destinatárias de tais ofícios deverão preservar a integridade do conteúdo da referida gravação ambiental (com sinais de áudio e vídeo), em ordem a impedir que os elementos nela contidos possam ser alterados, modificados ou até mesmos suprimidos, eis que constitui material probatório”, escreveu Mello.

Como se sabe, Moro citou em seu depoimento a cobrança explícita de Bolsonaro, numa reunião com ministros do governo em 22 de abril, para que ele demitisse o diretor da PF e o superintendente do órgão no Rio.

Publicidade