Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

CBF News 1

Antes do escândalo envolvendo José Maria Marin, a CBF contratou a Ernst & Young para reestruturar a gestão da entidade. A ideia era anunciar aos quatro ventos que uma nova governança surgiria na entidade com uma política de compliance para coibir desvios. Desde terça-feira, ficou difícil o mundo do futebol engolir essa conversa.

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h16 - Publicado em 29 Maio 2015, 07h04
CBF: política de "compliance"

CBF: política de “compliance”

Antes do escândalo envolvendo José Maria Marin, a CBF contratou a Ernst & Young para reestruturar a gestão da entidade. A ideia era anunciar aos quatro ventos que uma nova governança surgiria na entidade com uma política de compliance para coibir desvios. Desde terça-feira, ficou difícil o mundo do futebol engolir essa conversa.

Publicidade