Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Caso de Daniel Silveira vai ao Conselho de Ética antes que o de Flordelis

Relatório contra a deputada está parado na Mesa há 4 meses e o do deputado bolsonarista chegou nesta manhã ao colegiado

Por Evandro Éboli Atualizado em 18 fev 2021, 13h05 - Publicado em 18 fev 2021, 13h16

Pronto para ser enviado ao Conselho de Ética desde início de outubro do ano passado, o caso da deputada Flordelis (PSD-RJ) ficou parado na Mesa da Câmara e não ganhou a mesma urgência que o da representação contra Daniel Silveira (PSL-RJ), que chegou na manhã desta quinta ao colegiado.

Flordelis é ré, acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo.

O corregedor da Câmara na gestão passada, Paulo Bengtson (PTB-PA), concluiu que seu caso deveria ser enviado ao conselho e que não viu elementos na defesa da deputada que a isentasse de responder um processo por quebra de decoro parlamentar.

Mas como o colegiado não funcionou remotamente, o caso de Flordelis estacionou e a deputada, que está usando tornozeleira eletrônica, segue usufruindo das regalias de um mandato.

 

Continua após a publicidade
Publicidade