Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Rio deve ter disputa de sambas e novo nome para festa pós-vacina

Liesa está na fase final de definição de regras da tradicional escolha dos sambas-enredo -- que será feita através de lives

Por Mariana Muniz Atualizado em 8 out 2020, 21h18 - Publicado em 9 out 2020, 09h31

A pandemia adiou o Carnaval do Rio, mas não vai calar os poetas. A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) prepara para novembro a tradicional disputa dos sambas-enredo das escolas — mas por meio de lives. O formato e as regras da competição estão em fase final de discussão.

A liga também estuda criar uma marca para evitar que a festa pós-vacina, por volta de junho, seja chamada de “Carnaval fora de época”. Uma das ideias é: “Grande ensaio para celebrar a vida”.  

“O que nós queremos é não deixar o samba morrer e movimentar a indústria do carnaval no Rio de Janeiro”,  disse ao Radar o diretor de carnaval da Liesa, Elmo Santos. 

Publicidade