Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cármen Lúcia: ‘Benza Deus a imprensa livre do meu país’

STF julga a constitucionalidade de dossiê feito pelo Ministério da Justiça sobre funcionários públicos antifascistas

Por Mariana Muniz - 19 ago 2020, 18h30

Antes de iniciar seu voto sobre o dossiê contra servidores públicos antifascistas produzido pelo Ministério da Justiça, a ministra Cármen Lúcia aproveitou para elogiar o trabalho da imprensa brasileira.

“Benza Deus a imprensa livre do meu país”, disse Cármen, ao comentar a nota explicativa do ministro da Justiça segundo a qual “só teve conhecimento” da possível existência do relatório de inteligência “pela imprensa”. 

Apenas a ministra deve votar na sessão de julgamentos nesta quarta-feira. Antes dela, falaram o procurador-geral da República, Augusto Aras, e o advogado-geral da União, José Levi — que minimizaram a existência dos supostos dossiês.

Publicidade