Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Carlos Bolsonaro pode virar réu por fake news contra Jean Wyllys

Justiça do Rio analisa recebimento de queixa-crime por publicação que relacionava Adélio Bispo ao ex-deputado federal

Por Mariana Muniz Atualizado em 12 ago 2020, 11h00 - Publicado em 12 ago 2020, 06h26

O Tribunal de Justiça do Rio vai julgar nesta quinta-feira se recebe ou não duas queixas-crimes contra o vereador Carlos Bolsonaro pela publicação de — mais uma — fake news relacionada ao “caso Adélio”. O caso será apreciado pelo Quarto Grupo de Câmaras Criminais.

Em uma publicação no Twitter em abril deste ano, Carluxo teria relacionado o autor da facada em seu pai, Adélio Bispo, ao então deputado federal Jean Wyllys. A ação por difamação foi movida pelo PSOL, partido do ex-parlamentar, que deixou o Brasil no ano passado.

ASSINE VEJA

A nova Guerra Fria Na edição desta semana: como a disputa entre Estados Unidos e China pode ser vantajosa para o Brasil. E mais: ‘Estou vivendo o inferno’, diz Marcelo Odebrecht
Clique e Assine

A audiência havia sido marcada para o último dia 31, mas diante da intenção tanto da defesa do PSOL quanto do filho do presidente Jair Bolsonaro de fazerem sustentação oral, uma videoconferência onde todos pudessem se manifestar foi marcada.

Publicidade