Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Candidato opositor

O subprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos foi o primeiro a anunciar aos colegas do MPF sua candidatura para integrar a lista tríplice de futuro procurador-geral da República. O anúncio foi feito numa postagem na rede privada dos procuradores. Internamente um crítico da gestão de Rodrigo Janot, Carlos Frederico venceu no mês passado outra eleição, […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h12 - Publicado em 8 jun 2015, 14h32
Carlos Frederico saiu na frente

Carlos Frederico saiu na frente

O subprocurador-geral da República Carlos Frederico Santos foi o primeiro a anunciar aos colegas do MPF sua candidatura para integrar a lista tríplice de futuro procurador-geral da República. O anúncio foi feito numa postagem na rede privada dos procuradores.

Internamente um crítico da gestão de Rodrigo Janot, Carlos Frederico venceu no mês passado outra eleição, para integrar o Conselho Superior do Ministério Público, derrotando o candidato de Janot, o subprocurador Nicolao Dino.

A vaga do conselho, responsável por definir todas as questões administrativas do MPF, era a destinada a ser ocupada pelo eleito pelos procuradores que atuam na primeira e na segunda instância. Carlos Frederico venceu com mais de 40% dos votos.

A derrota no conselho pode indicar um enfraquecimento de Janot junto aos procuradores, que são a grande parte do eleitorado e um segmento do qual Janot sempre se gabou de ser próximo. Os subprocuradores são apenas 74.

Continua após a publicidade
Publicidade