Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Candidato a delator não cita Moro em tratativas de delação

Segundo investigador da PGR ouvido pelo Radar, advogado pode até ter elementos contra o ex-juiz, mas não os apresentou nas primeiras tratativas

Por Robson Bonin Atualizado em 7 jun 2020, 09h58 - Publicado em 8 jun 2020, 07h25

Nas conversas preliminares que teve com investigadores da equipe de Augusto Aras, o advogado Rodrigo Tacla Duran não apresentou elementos contra Sergio Moro, sua mulher, Rosângela, ou seu amigo, o advogado Carlos Zucolotto.

O advogado acusa Zucolotto de ter usado sua proximidade com o ex-juiz da Lava-Jato para negociar benefícios judiciais em troca de dinheiro.

Também não foi citado na conversa com os procuradores da PGR nada sobre Deltan Dallagnol, outro alvo do advogado.

Segundo um investigador da PGR, o advogado candidato a delator citou empreiteiras e um órgão público. “Se ele tem algo sobre Moro, Dallagnol ou outros personagens, isso não veio nas conversas preparatórias. Pode ser que venha depois, mas agora não há nada”, diz o investigador.

Continua após a publicidade
Publicidade