Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Campanha publicitária do Uber irrita senadores

Campanha veiculada em rede nacional criticava o projeto de regulamentação

Por Gabriel Mascarenhas 31 out 2017, 19h16

O Senado votará em instantes o projeto que regulamenta os aplicativos de automóveis. Os executivos e usuários de Uber, Cabify, 99 e afins devem rezar.

Gente como Eunício Oliveira, Humberto Costa, Armando Monteiro e Pedro Chaves, para citar alguns, ficaram profundamente irritados com a campanha publicitária do Uber, veiculada em rede nacional e no horário nobre.

Na propaganda, crítica ao projeto de regulamentação, passageiros aparacem com a boca tampada para emitir a mensagem de que não foram consultados sobre as mudanças proposta.

O filme comprou a antipatia das excelências, que consideraram que a Uber subiu o tom da discussão e tentou jogar a população contra o Senado, sendo que a proposta nasceu na Câmara.

Nenhum deles diz, porém, que, historicamente, nove em cada dez detentores de mandato morrem de medo de taxistas.

Continua após a publicidade
Publicidade