Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Caminho de Queiroz e Márcia é a delação, dizem ministros do STJ

Magistrados que acompanham os bastidores do caso na Corte avaliam que casal não segurará a pressão se for de fato ao presídio

Por Robson Bonin - Atualizado em 13 ago 2020, 20h35 - Publicado em 13 ago 2020, 20h33

A decisão de Felix Fischer de mandar Fabrício Queiroz e sua mulher, Márcia Aguiar, ao presídio fez crescer nos colegas dele de STJ o sentimento de que o casal ligado ao senador Flávio Bolsonaro seguirá o caminho da delação.

“O sentimento é esse. Na cadeia, o caminho desse pessoal é a delação, porque não há o que fazer diante das provas”, disse ao Radar um magistrado da Corte.

Queiroz já estava na prisão, mas sua mulher estava foragida. A liminar concedida durante o recesso pelo presidente do STJ, João Otávio de Noronha, teve o mérito de obrigar Márcia a se entregar. Agora, o casal sonha com uma decisão favorável de Gilmar Mendes, no STF, para escapar da prisão.

 

Continua após a publicidade
Publicidade