Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Câmara notifica ex-deputado por calote em contas do apê funcional

Caso não pague a dívida, avisa a Câmara, Salame Filho será inscrito no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Federais

Por Hugo Marques - Atualizado em 22 set 2020, 13h41 - Publicado em 22 set 2020, 13h34

A Câmara dos Deputados notificou o ex-deputado federal Roberto Salame Filho para devolver 1.400 reais, correspondente a débitos da cota de exercício de atividade parlamentar como gás, água e energia elétrica de imóvel funcional ocupado por ele.

Caso não pague a dívida, avisa a Câmara, seu nome será inscrito no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Federais (Cadin).

Em outubro de 2018, Salame foi preso durante a Operação Partialis, da Polícia Federal. Ele foi acusado de participar de um esquema que desviou 2 milhões de reais em fraudes de licitação no Pará.

ASSINE VEJA

A vez das escolas Leia esta semana em VEJA: os desafios da retomada das aulas nas escolas brasileiras. E mais: Queiroz vai assumir toda a responsabilidade por ‘rachadinha’
Clique e Assine

O esquema funcionou a todo vapor quando ele foi prefeito de Marabá, no Pará, e envolvia a compra de gases medicinais para uso nos hospitais.

Continua após a publicidade
Publicidade