Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Caiado acusa Perillo de aparelhar politicamente universidade estadual

O primeiro ano de governo já passou, mas a briga entre Caiado e Perillo vai longe

Por Robson Bonin - Atualizado em 21 jan 2020, 15h25 - Publicado em 21 jan 2020, 14h25

Ronaldo Caiado terminou o primeiro ano de governo em Goiás com uma ampla reformulação na universidade estadual, a UEG.

A instituição tinha, acredite, 41 unidades pelo estado, sendo que muitas delas abrigavam dois cursos, poucos alunos e se destinavam, segundo o governador goiano, ao lobby político de seu adversário e antecessor Marconi Perillo.

É mais uma área do governo em que Caiado aproveita para bater em Perillo, que já chegou a processar o atual governador. A briga vai longe.

Em tempo, no caso da universidade, o Ministério Público goiano reconheceu a existência de irregularidades na gestão da faculdade nos tempos do tucano.

Publicidade

“É notório que o Estado de Goiás passa por grande dificuldade financeira, sendo certo que a expansão da UEG – embora desejável – deveria ter sido feita com maior responsabilidade”, diz o promotor Paulo Henrique Martorini.

Uma auditoria da Controladoria-Geral goiana mostrou que foram abertos 30 cursos na universidade estadual sem planejamento financeiro ou de corpo efetivo de docentes, entre 2015 e 2018.

Publicidade