Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Cade sonda o mercado sobre negócio entre a Stone e a Linx

O órgão enviou ofícios entre os dias 8 e 9 de outubro a diversas empresas

Por Robson Bonin Atualizado em 22 out 2020, 20h22 - Publicado em 23 out 2020, 14h29

O Cade está apurando intensamente as implicações do negócio entre a Stone e a Linx. O órgão enviou ofícios entre os dias 8 e 9 de outubro a diversas empresas, que vão de adquirentes como GetNet, Rede, PagSeguro e Cielo a varejistas como Renner e Lojas Americanas, passando por Petrobras e Alpargatas.

O Cade pergunta para as companhias se a união representaria uma relação de “dependência, independência ou complementariedade” e os “impactos concorrenciais no mercado de soluções de pagamento”.

O prazo para resposta era dia 21 de outubro. As companhias vêm retornando sigilosamente e algumas pediram dilação do prazo.

Publicidade