Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bretas veta desbloqueio de R$ 33 milhões para operador de Cabral

Luiz Paulo Reis foi condenado por lavagem de dinheiro

Por Ernesto Neves - 30 jul 2019, 18h02

O juiz Marcelo Bretas rejeitou pedido feito pela defesa de Luiz Paulo Reis, operador da quadrilha de Sérgio Cabral, para o desbloqueio de R$ 33 milhões.

Reis, que foi condenado por Bretas por lavagem de dinheiro, alegou que foi alvo de um arresto judicial R$ 37 milhões.

Mas que, pela sentença condenatória, o valor a ser ressarcido seria de R$ 3,3 milhões.

Disse ainda que esse montante poderia facilmente ser abatido com a entrega de um terreno pertencente a ele.
Bretas rebateu, dizendo que a ação ainda não transitou em julgado, ou seja, passou por todas as instâncias necessárias.

Também afirmou que há suspeitas de que seus empreendimentos tenham sido inteiramente pagos com dinheiro ilícito, o que os coloca em condição de serem bloqueados judicialmente.

Continua após a publicidade
Publicidade