Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Brasileiro tem ‘direito’ de ver vídeo de Bolsonaro, diz Marco Aurélio

Ministro do STF é a favor de que seja dada publicidade ao vídeo da reunião de 22 de abril no Planalto

Por Mariana Muniz Atualizado em 12 Maio 2020, 19h20 - Publicado em 12 Maio 2020, 19h19

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse ser a favor de que seja dada publicidade ao vídeo da já famosa reunião de 22 de abril no Palácio do Planalto – citada pelo ex-ministro Sergio Moro como prova de que Jair Bolsonaro teria cobrado mudanças na Polícia Federal.

“Eu sou favorável à publicidade em um sentido maior, inclusive. O contribuinte tem direito de saber dos pecadilhos de quem os governa”, afirmou o ministro ao Radar. “Mas vamos aguardar para ver o que o ministro Celso de Mello decidirá”, ponderou.

O ministro Marco Aurélio elogiou a forma como o decano do STF vem conduzindo o inquérito que apura declarações de Moro com acusações a Bolsonaro. “O inquérito está em ótimas mãos”.

Na esteira da divulgação de que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, teria pedido a prisão dos integrantes do Supremo, o ministro, um dos mais antigos da Corte, ironizou: “ministro do que, mesmo?”.

Continua após a publicidade
Publicidade